Tragédia em Mariana, MG: IBAMA divulga Laudo Técnico Preliminar dos impactos ambientais

FireShot Screen Capture #033 - 'laudo_tecnico_preliminar_pdf' - www_ibama_gov_br_phocadownload_noticias_ambientais_laudo_tecnico_preliminar

 

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) divulgou na sua página na internet o “Laudo Técnico Preliminar dos Impactos ambientais decorrentes do desastre envolvendo o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, Minas Gerais”.

 

Introdução

Este   documento   tem  como   objetivo   apresentar   laudo   técnico   preliminar   sobre   os   impactos ambientais   apurados   pelo   Instituto   Brasileiro   do   Meio  Ambiente   e   dos   Recursos   Naturais Renováveis – Ibama até a presente data, no intuito de subsidiar a proposição de Ação Civil Pública (ACP) de responsabilidade por danos causados ao meio ambiente em desfavor da empresa Samarco Mineração S.A (CNPJ 16.628.281/0003-23), em decorrência do rompimento de barragem do Fundão ocorrido em 05 de novembro de 2015.

Neste documento estão evidenciados os impactos agudos de contexto regional, entendidos como a destruição direta de ecossistemas, prejuízos à fauna, flora e socioeconômicos, que afetaram o equilíbrio da Bacia Hidrográfica do rio Doce, com desestruturação da resiliência do sistema. São fontes de informação deste laudo: formulários e relatórios elaborados pelo Ibama durante o acompanhamento do evento; documentos encaminhados pela empresa Samarco em resposta a notificações feitas pelo Ibama; formulários do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID) do Ministério da Integração Nacional; informações obtidas nos estudos  de impacto ambiental   de   empreendimentos   licenciados   pelo   Ibama   na   região   impactada;   e   pesquisa bibliográfica.

Este laudo subdivide os impactos em:
– Impactos às áreas de preservação permanente;
– Impactos à icitiofauna;
– Impactos à fauna;
– Impactos socioeconômicos;
– Impactos à qualidade da água.

(…)

Acesse.

Sobre Antonio Carlos Teixeira

Jornalista, pós-graduado em Ciências Ambientais (UFRJ); 20 anos de experiência na área de comunicação, jornalismo, edição de livros, revistas, sites, blogs e gestão de equipes; consultor/formador do primeiro Curso de Comunicação e Jornalismo Ambiental promovido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD, São Tomé e Príncipe, setembro 2014); integrante da Delegação Oficial da Câmara Brasil Alemanha para visita à IFAT Entsorga 2010 (Feira Internacional de Água, Esgoto, Lixo e Reciclagem), em Munich (Alemanha); organizador e coautor do livro “A Questão ambiental – Desenvolvimento e Sustentabilidade (Rio de Janeiro: Funenseg, 2004); autor de artigos, palestrante e mediador (congressos, debates, painéis) nas áreas de comunicação, seguro, meio ambiente, educação ambiental e sustentabilidade; coautor do projeto “Proposta de ações de educação ambiental para a Ilha Primeira, Barra da Tijuca – RJ” (Brasil, 2005); editor, videomaker e jurado de festivais de cinema ambiental.
Esse post foi publicado em Água, Comunidades, Conservação, Desmatamento e degradação, Empresas, Impactos ambientais, Poluição, Recuperação de áreas degradadas, Resíduos Sólidos Urbanos, Responsabilidade corporativa, Responsabilidade Social Empresarial RSE, Riscos, Riscos de desastres, Saúde e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Tragédia em Mariana, MG: IBAMA divulga Laudo Técnico Preliminar dos impactos ambientais

  1. Pingback: Tragédia em Mariana, MG: IBAMA divulga Laudo Técnico Preliminar dos impactos ambientais | Biólogo31 www.wwf.org.br/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s