Prevenção de riscos financeiros terá como base informações ambientais

cdp_logo

 

Iniciativa da CDP promove em mais de 5000 empresas a divulgação de dados sobre impacto ambiental para os seus investidores.

Por Katherine Rivas, da Envolverde

Um novo projeto elaborado pela organização internacional Carbon Disclosure Project (CDP) foi recentemente lançado para incentivar empresas a divulgarem de forma voluntária informações ambientais e prevenir assim riscos financeiros.

A iniciativa conhecida como Relatório Financeiro do Desenvolvimento Climático (TCFD- sigla inglês) procura difundir entre as empresas a consciência social de prestar informações a investidores, credores, seguradoras e agentes do meio nos relatórios financeiros tradicionais.

A expectativa é que o projeto envolva todos os países do G20 e se crie uma consciência coletiva em relação aos assuntos do clima e a prática de ações efetivas. “Estamos animados com o escopo do trabalho que a TCFD descreve em seu relatório inicial e a abordagem que ela propõe. Nos últimos 15 anos, o CDP esteve comprometido com a divulgação das melhores práticas climáticas” afirmou Juliana Lopes, diretora do CDP em América Latina.

A missão principal do CDP é ver empresas e cidades divulgando e compartilhando informações sobre o seu impacto ambiental e planejando estratégias para reduzir consequências negativas.

Nos últimos 15 anos, junto aos seus 767 investidores, o CDP conseguiu que 5600 empresas façam parte desta força tarefa. Estas representam 91 países (mais da metade do mercado mundial) reportando as informações. Até o ano 2016 houve um incremento para 827 investidores que representam um acrescimo de US$ 100 trilhões em ativos.

O diretor-executivo do TCFD, Jane Stevensen, acredita que esta é uma oportunidade importante para que todas as informações reunidas ao longo do tempo sobre mudanças climáticas possam fazer parte do plano principal de ação.

A primeira fase do programa foi divulgada em março e incluiu um estudo detalhado do panorama atual e a elaboração de objetivos para a segunda fase. As diretrizes que orientaram a organização do CDP hoje estão presentes nos sete pilares de divulgação do relatório TCFD. (#Envolverde)

Anúncios

Sobre Antonio Carlos Teixeira

Consultor de Comunicação para Sustentabilidade, Assessor Corporativo de Transição para uma Sociedade de Baixo Carbono, editor do blog TerraGaia. //// Communication Consultant for Sustainability, Corporate Advisor for Transition to a Low Carbon Society, TerraGaia blog editor.
Esse post foi publicado em Aquecimento global, Cambio climático, Cidades Sustentáveis, Clima, Comunicação Ambiental, Consciência ambiental, Desenvolvimento sustentável, Empresas, Estudos ambientais, Gestão sustentável, Governança, Jornalismo Ambiental, Mudança climática, Projetos ambientais, Responsabilidade corporativa, Riscos, Seguro e Meio Ambiente, Seguro e mudanças climáticas, Seguro e sustentabilidade, Sustentabilidade e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s