Contra eventos climáticos extremos: cuidar para mudar comportamentos e provocar atitudes

Sobre eventos climáticos, sustentabilidade e o setor de seguros

Comunicação Ambiente Sustentabilidade

Pegada de Homo Erectus, norte do Quênia, 1,5 milhão de anos – Foto Matthew Benett – Bournemouth University, UK

Por Antonio Carlos Teixeira, editor do blog TerraGaia

A saga do ser humano do planeta Terra é repleta de casos e fatos envolvendo as forças naturais. Em todas as crenças, mitologias e povos, da ancestralidade até os dias atuais, temos exemplos de relacionamentos muito próximos entre o homem e os elementos. No passado, eram identificados como presenças divinas ou sob seu comando. E essas forças vinham carregadas de simbolismos que podiam ser entendidas como benção ou castigo: os dilúvios registrados no Velho Testamento e nas Tábuas da Suméria, os furacões (Kamikaze ou “ventos divinos”) no Japão feudal, os maremotos e terremotos que devastaram civilizações continentais nos mitos de Atlântida e Lemúria, as pragas do Antigo Egito… Se naqueles tempos, seres superiores, deuses, eram temidos ou adorados por fazerem da natureza algozes…

Ver o post original 1.721 mais palavras

Sobre Antonio Carlos Teixeira

Jornalista, pós-graduado em Ciências Ambientais (UFRJ); 20 anos de experiência na área de comunicação, jornalismo, edição de livros, revistas, sites, blogs e gestão de equipes; consultor/formador do primeiro Curso de Comunicação e Jornalismo Ambiental promovido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD, São Tomé e Príncipe, setembro 2014); integrante da Delegação Oficial da Câmara Brasil Alemanha para visita à IFAT Entsorga 2010 (Feira Internacional de Água, Esgoto, Lixo e Reciclagem), em Munich (Alemanha); organizador e coautor do livro “A Questão ambiental – Desenvolvimento e Sustentabilidade (Rio de Janeiro: Funenseg, 2004); autor de artigos, palestrante e mediador (congressos, debates, painéis) nas áreas de comunicação, seguro, meio ambiente, educação ambiental e sustentabilidade; coautor do projeto “Proposta de ações de educação ambiental para a Ilha Primeira, Barra da Tijuca – RJ” (Brasil, 2005); editor, videomaker e jurado de festivais de cinema ambiental.
Esse post foi publicado em Cambio climático, Consciência ambiental, Desenvolvimento sustentável, Educação ambiental, Gestão sustentável, Impactos ambientais, Jornalismo Ambiental, Seguro e Meio Ambiente, Seguro e mudanças climáticas, Seguro e sustentabilidade, Sustentabilidade. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s