Copa do Mundo FIFA Brasil 2014: goleadas na Fonte Nova já garantiram plantio de 18.887 árvores na Bahia

Goleadas de Holanda, França e Alemanha, de Muller, têm superado o que era esperado pelos ambientalistas - Foto: Getty Images

Goleadas de Holanda, França e Alemanha, de Muller, têm superado o que era esperado pelos ambientalistas – Foto: Getty Images

Do ECOD

A Arena Fonte Nova, na Bahia, tem sido a alegria dos atacantes e o pesadelo dos goleiros nesta Copa do Mundo realizada no Brasil. Até agora foram três goleadas nos três jogos realizados no estádio (Holanda 5×1 Espanha, Alemanha 4×0 Portugal e França 5×2 Suíça), uma média de 5,66 gols por partida.

Lançado há duas semanas, o projeto Gol Verde previa que para cada gol marcado durante o Mundial, 1.111 mudas de espécies da Mata Atlântica fossem plantadas no sul do Estado. O número equivale ao reflorestamento de uma área equivalente a um campo de futebol.

Como foram marcados 17 gols nos três primeiros jogos, a conta já chega a 18.887 mudas, bem próximo das 20 mil previstas para as seis partidas que Salvador receberá na Copa. O projeto faz parte do Plano de Sustentabilidade da Secretaria Estadual para Assuntos da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014 (Secopa-BA) e conta com o apoio de empresas como a fabricante de papéis Veracel.

Em nota, a Secopa-BA informa que não está passando por dificuldades para cumprir a meta estabelecida por conta do grande número de gols nas primeiras rodadas do torneio. A secretaria explica que atua com uma margem de segurança, que “dá tranquilidade no desenvolvimento dos seus projetos”.

“No caso do Programa Gol Verde, a Secopa, junto com seus consultores, garantiu a reserva de 31.111 mudas para atender ao que estabelece o Programa. Essa quantidade prevê uma média de cinco gols por partida no estádio baiano, quantidade superior à média associada a jogos da Copa do Mundo”.

20 mil mudas

“Mesmo com as goleadas marcadas nos primeiros jogos em Salvador, o Programa ainda dispõe de uma margem de 20 mil mudas, ou seja, há uma reserva para 18 gols que ainda podem ser marcados na Arena Fonte Nova”, diz a nota.

Por fim, a Secretaria informou que o programa está executando, como previsto inicialmente, a captação de novos parceiros. “A intenção é ampliar o número de mudas que corresponde a cada gol, podendo assim “valorizar” ainda mais o placar e reflorestar uma área maior para celebrar cada conclusão no estádio”.

Anúncios

Sobre Antonio Carlos Teixeira

Gestor de Comunicação para Sustentabilidade, Assessor Corporativo de Transição para uma Sociedade de Baixo Carbono, editor do blog TerraGaia. //// Communication Manager for Sustainability, Corporate Advisor for Transition to a Low Carbon Society, TerraGaia blog editor.
Esse post foi publicado em Aquecimento global, Consciência ambiental, Conservação, Desenvolvimento sustentável, Educação ambiental, Florestas, Projetos ambientais, Recuperação de áreas degradadas, Recursos naturais, Reflorestamento, Responsabilidade socioambiental, Sustentabilidade e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s