Transgênicos para quem?

APC - 2013.11.08 16.19 - 002.3d

 

Organizadores: Magda Zanoni e Gilles Ferment

 

Apresentação

A adoção de um novo modelo tecnológico em determinado ramo econômico
sempre implica impactos positivos e negativos a serem absorvidos pela
sociedade, sendo que a distribuição dos benefícios e prejuízos é resultado da
correlação política, econômica e social entre os setores envolvidos.

Essas novas tecnologias, cujo domínio geralmente se restringe a círculos bastante
restritos da comunidade cientifica, não podem prescindir da construção de
legitimidade social que justifique sua implementação, e quanto maiores são
os impactos negativos e as resistências, maior é a necessidade de investir na
propaganda do modelo.

Nas últimas décadas, o desenvolvimento e a utilização dos organismos
geneticamente modificados, ou simplesmente transgênicos, em larga escala na
agricultura têm se sustentado sob três argumentos principais: a preservação do
meio ambiente, o aumento da produção para combater a fome e a redução dos
custos de produção.

Em cada um desses eixos depreende-se um enorme esforço para demonstrar
como os transgênicos geram resultados positivos, e que não há risco para o
meio ambiente e em particular para o consumo pelos seres humanos.

Ainda que os estudos que defendem a ausência de risco sejam constantemente
contestados, é importante que a discussão sobre os aspectos particulares e
predominantemente científicos estejam inseridos em um debate mais amplo
sobre o modelo de produção agrícola no mundo.

Não há dúvida de que a agricultura está inserida no modelo globalizado, e
um exemplo concreto foi a influência da crise mundial sobre os preços dos
alimentos; investidores que participavam da ciranda financeira de ativos
virtuais foram em busca das commodities agrícolas, gerando impactos nos
preços negociados nas bolsas de valores.

Nesse modelo, os mercados sofrem forte concentração, pois as empresas se
tornam global players, uma forma simpática de dizer que elas passam a ter
condições de controlar ativos (insumos, capital, terras) importantes em várias
partes do mundo, podendo exercer grande influência sobre os mercados. E
como sempre, poder econômico é sinônimo de poder político.

Portanto, o debate sobre a possibilidade de “transferência horizontal de
sequências genômicas entre OGMs e bactérias” não pode estar descolado do
fato de que três empresas de sementes – Syngenta, Monsanto e DuPont –
controlam a produção de sementes transgênicas e outras poucas controlam o
mercado de cereais.

É a partir da análise crítica sobre a adoção dessas tecnologias que o livro
Transgênicos para quem? se insere, ao estimular uma reflexão sobre a
necessidade de derrubarmos as barreiras disciplinares, que condicionam a
ciência e a produção em caixas estanques, estimulando a especialização
exacerbada e resultados autocentrados.

Todos os lados envolvidos na disputa em torno dos OGMs admitem que essa
tecnologia envolve riscos. Nessa medida é preciso que as decisões relativas a
essa matéria não se restrinjam aos círculos científicos. Seus impactos podem
afetar a saúde de milhões de pessoas ao redor do mundo, logo, o conjunto
da sociedade deve avaliar se os impactos positivos compensam os riscos e as
incertezas. Esperamos que esse livro sirva de estímulo a essa reflexão.

Leia o livro na íntegra.

Anúncios

Sobre Antonio Carlos Teixeira

Executivo de Comunicação I Assessor Estratégico I Sustentabilidade/Baixo Carbono I Editor I Editor do blog TerraGaia //// Executive of Communication I Strategic Advisor I Sustainability/Low Carbon I Editor I TerraGaia blog Editor.
Esse post foi publicado em Agricultura, Consciência ambiental, Consumo, Publicações, Responsabilidade corporativa, Responsabilidade Social Empresarial RSE, Responsabilidade socioambiental, Saúde, Sustentabilidade e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s