Programa Água para Todos levará água potável para mais de dez mil famílias do Amazonas

Do Portal Brasil

 
Neste ano, Ano Internacional para a Cooperação pela Água, definido pela Organização das Nações Unidas (ONU), o governo do Amazonas inicia o trabalho que viabilizará água potável para mais de dez mil famílias do interior do estado. A ação faz parte do Programa Água para Todos no Amazonas, com valor de R$ 44 milhões aprovado pelo Ministério da Integração Nacional em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS).

 

O programa segue a diretriz do Plano Brasil Sem Miséria e tem por objetivo promover o acesso à água a famílias rurais do Amazonas que vivem em áreas sujeitas ao isolamento durante o período da seca, além de realizar a busca ativa de famílias que vivem com renda per capita mensal de até R$ 140, visando sua inclusão em serviços públicos.

 
Desde a segunda quinzena de janeiro, as equipes técnicas formadas por 146 profissionais contratados nos municípios começaram a implantação dos Comitês Municipais, Comissões Comunitárias e cadastro dos beneficiados nos 16 municípios que serão contemplados pelo programa.

 
Composto por moradores da região, os comitês são responsáveis por indicar as áreas onde estão localizadas as comunidades a serem atendidas. Já as comissões, terão por função indicar a família da comunidade a ser beneficiada.

 
Ao todo, serão alcançadas 50,5 mil pessoas de 404 comunidades. “O projeto é mais uma solução sustentável para as populações do interior, levando água potável como via de inclusão social”, ressalta a titular da SDS, Nádia Ferreira.

Área de abrangência
O projeto será executado nas calhas dos rios Purus, Solimões, Negro e Amazonas, abrangendo os municípios de Beruri, Boca do Acre, Tapauá, Canutama, Lábrea, Pauini, Anamã, Anori, Caapiranga, Manacapuru, Manaquiri, Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, Careiro e Itacoatiara, com a instalação de 10,1 mil sistemas de captação domiciliar e 404 sistemas de captação coletiva, além da substituição de mais de duas mil coberturas de palha por alumínio. A previsão para execução corresponde ao período de 2013 e 2014.

Água potável
A qualidade da água é um dos focos de atenção do programa, segundo o coordenador Luiz Andrade. “Ressaltamos a necessidade das comunidades em ter água de qualidade. Em nosso estado temos a maior bacia de água doce do planeta, entretanto, nem sempre significa ter água potável. As pessoas que moram nas margens dos rios e lagos sabem que em determinadas épocas do ano a água fica imprópria para o consumo humano. Esse programa visa, acima de tudo, levar água potável para as famílias do interior porque tem como foco a área rural”, disse.

Anúncios

Sobre Antonio Carlos Teixeira

Gestor de Comunicação para Sustentabilidade, Assessor Corporativo de Transição para uma Sociedade de Baixo Carbono, editor do blog TerraGaia. //// Communication Manager for Sustainability, Corporate Advisor for Transition to a Low Carbon Society, TerraGaia blog editor.
Esse post foi publicado em Amazônia Legal, Água, Comunidades, Consumo, Desenvolvimento sustentável, Programas ambientais, Responsabilidade social, Responsabilidade socioambiental, Saúde, Solidariedade, Sustentabilidade e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s