“Salve a Comida”: campanha da ONU busca redução do desperdício

Do EcoD

Todos os anos, o mundo desperdiça 1,3 bilhão de alimentos. Para reduzir tamanho desperdício, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) lançou a campanha “Salve a Comida”. A iniciativa conta com 50 parceiros, porém, a agência trabalha para envolver o setor privado e organizações sem fins lucrativos.

Em entrevista à Rádio ONU, de Roma, o economista de agronegócios da FAO, Carlos da Silva, explicou que uma parte substancial dos alimentos é perdida entre a produção até a chegada ao consumidor.

“Existe a perda, que é aquilo que acontece com uma quantidade do produto que chega ao consumidor, inferior a que foi produzida, e tem o problema do desperdício. Ou são comprados [alimentos] em excesso. O consumidor não usa tudo e por isso joga fora, ou algumas vezes, o próprio supermercado, no fim do dia, não consegue vender e descarta aquela produção”, comentou o economista.

A FAO pontua que, quase um bilhão de pessoas passam fome no mundo. O especialista em agronegócios da agência afirma que aproximadamente 30% dos cereais e até 50% das frutas e vegetais produzidos globalmente são perdidos. Silva também ensina ações que podem ser tomadas pelo consumidor final para evitar o desperdício alimentar.

“De repente você compra um produto que tem umas folhas que você não consome, mas se puder utilizar aquilo, você pode ter um aproveitamento ótimo e não desperdiçar. Se comprar em excesso, você pode congelar uma parte ou fazer algum outro preparo. E o consumidor é realmente interessado, porque ninguém tem motivação, interesse de gastar recursos que serão jogados no lixo.”

De acordo com o especialista, os países desenvolvidos são os que mais desperdiçam comida. A agência defende ainda novas tecnologias, melhores práticas e investimentos em infraestrutura para reduzir as perdas de alimentos.

Ouça a matéria na íntegra;
Ouça a entrevista com o especialista da FAO

Anúncios

Sobre Antonio Carlos Teixeira

Gestor de Comunicação para Sustentabilidade, Assessor Corporativo de Transição para uma Sociedade de Baixo Carbono, editor do blog TerraGaia. //// Communication Manager for Sustainability, Corporate Advisor for Transition to a Low Carbon Society, TerraGaia blog editor.
Esse post foi publicado em Agricultura, Consciência ambiental, Consumo, Descarte de resíduos, Desenvolvimento sustentável, Educação ambiental, Impactos ambientais, Reaproveitamento, Resíduos Sólidos Urbanos, Responsabilidade social, Responsabilidade socioambiental, Saúde, Solidariedade, Sustentabilidade e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s