Inseto sem asas em lixo marinho desequilibra a vida nos oceanos

Podendo viajar 1200 quilômetros no mar em 60 dias, 4 fêmeas desse inseto chegam a por 50 ovos, num mesmo grão de lixo de 5mm, que eclodem em menos de dez dias. Trabalho científico publicado por pesquisadores do Departamento de Oceanografia Biológica, Instituto Oceanográfico, Univesidade de São Paulo – USP, “Pelotas de plástico como lugar de deposição de ovos e meio de dispersão do inseto Halobates conhecido como skatista do mar” é uma descoberta inédita trazida à tona pela primeira vez ao mundo, no Brasil.

 

Anúncios

Sobre Antonio Carlos Teixeira

Executivo de Comunicação I Assessor Estratégico I Sustentabilidade/Baixo Carbono I Editor I Editor do blog TerraGaia //// Executive of Communication I Strategic Advisor I Sustainability/Low Carbon I Editor I TerraGaia blog Editor.
Esse post foi publicado em Biodiversidade, Bioma Costeiro, Consumo, Impactos ambientais, Pesquisa acadêmica, Pesquisas ambientais, Poluição, Saúde e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s