“Pequeno rei”: a história de Ryan


Entrevista: Ryan Hreljac, da Fundação Ryan’s Well

Em janeiro de 1998, um canadense tomou uma decisão que mudaria para sempre a sua vida e a de milhares de pessoas do planeta. Ao saber que muitos africanos adoeciam e morriam por causa da ingestão de água poluída, ele mostrou-se decidido a ajudar a reverter aquela situação. Tomado por um altruísmo abnegado, ele convenceu parentes, amigos e gente que nunca tinha visto antes a se engajar na sua ideia: construir poços para disponibilizar água limpa a seres que ele e nenhum dos seus compatriotas conheciam ou tinham visto pessoalmente. Mas eram seres tão humanos quanto qualquer canadense ou nascido em outra região do planeta. Dois anos depois, ele estava a mais de 11 mil km de distância, em Uganda, inaugurando o primeiro das centenas de poços que iria ajudar a construir pelo mundo.

Essa história já seria um belo exemplo de amor ao próximo qualquer que tivesse sido o seu protagonista. Mas o que a torna ainda mais especial é que o canadense em questão tinha apenas seis anos quando ouviu ecoar dentro de dentro de si a vontade e o chamado para ajudar pessoas a viver com dignidade. Essa é a história de Ryan Hreljac.

Em entrevista exclusiva ao TerraGaia, Ryan, hoje com 19 anos, conta detalhes do dia em que decidiu que tinha que fazer algo para ajudar pessoas a terem água potável ara consumir; a reação da família ao saber do seu ambicioso projeto; a motivação para conseguir o dinheiro necessário para o investimento; a emoção dos ugandenses no dia da inauguração do primeiro poço (“foi um dia de celebração”); a criação da fundação que leva o seu nome; e dá conselhos para aqueles que querem fazer como ele: ousar. “Para fazer uma mudança positiva no mundo, você precisa encontrar algo que o transforme num apaixonado e que lhe dê motivação para agir. Embora inicialmente os passos possam ser muito pequenos, se você persistir e nunca desistir, o impacto das suas idéias vai crescer ano após ano”, incentiva ele que, em dez anos de atividades, já completou mais de 630 projetos em 16 países, beneficiando mais de 700 mil pessoas. Uma atitude mais do que nobre, ainda mais para alguém cujo nome, em gaélico (o idioma irlandês), significa “pequeno rei”.

Por Antonio Carlos Teixeira, editor do Blog TerraGaia

 

TerraGaia – O seu envolvimento com as causas humanitárias começou quando ainda era uma criança. Quantos anos o senhor tinha e o que o levou a iniciar um projeto para dar acesso à água a pessoas do continente africano, uma realidade muito diferente da sua naquele momento?

Ryan Hreljac – Minha história é realmente muito simples. Um dia, em janeiro de 1998, quando eu tinha seis anos, estava sentado na sala de aula do meu curso de 1º Grau quando minha professora, a Sra. Prest, explicou que muitas pessoas na África estavam doentes e até mesmo morriam porque não tinham água potável para beber. Ela nos contou que algumas pessoas andavam por horas na África, por vezes apenas para conseguir água poluída.

Eu fiquei muito triste quando soube daquela situação, pois, no meu caso, tudo o que eu tinha que fazer era dar nove ou dez passos da minha sala de aula até o bebedouro para beber água potável. Antes desse dia na escola, achava que todos no mundo viviam como eu. Quando descobri aquela situação, decidi que tinha que fazer algo.

Fui para casa e pedi ajuda ao meu pai e à minha mãe. Eles me disseram que eu poderia fazer tarefas extras em casa para ganhar os 70 dólares que eu achava que eram necessários para construir o poço. Eu pensava que, com esse valor, iria resolver o problema.

Em quatro meses eu consegui juntar os meus primeiros 70 dólares. Mas foi então que eu soube que eram necessários 2 mil dólares para construir um poço. O problema era muito maior do que eu imaginava.

Comecei então a falar com clubes, escolas e quem mais quisesse ouvir a minha história para que eu pudesse levantar o dinheiro necessário para a empreitada. Depois que construímos o primeiro poço, em Uganda, nos tornamos uma instituição de caridade canadense e começamos a construir outros poços, muitos outros. Venho fazendo isso há mais de dois terços da minha vida e pessoas de todo o mundo têm se prontificado a ajudar.

TerraGaia – Como a sua família reagiu à sua iniciativa? O que eles acharam de uma criança se envolver num projeto ambicioso que nem os adultos estavam dando atenção?

Ryan Hreljac – Minha família sempre me deu apoio. Desde a primeira vez quando cheguei da escola e pedi os 70 dólares. Mas meus pais disseram que eu teria que ganhar esse dinheiro fazendo tarefas em casa. E eu fiz!

Água limpa, alegria da criança africana: “O fato de ter pouca idade no começo não foi um obstáculo no caminho do meu sonho de conseguir água potável para todos”

TerraGaia – Em qual cidade o senhor morava no Canadá nessa época? Tem irmãos? Está estudando atualmente?

Ryan Hreljac – Eu cresci em Kemptville, Ontário, a 55 km da cidade de Ottawa, capital do Canadá. Tenho três irmãos: Jordan (mais velho), Keegan e Jimmy, adotivo, que conheci em Uganda. Atualmente, faço faculdade na Universidade King’s College, em Halifax, Nova Scotia.

TerraGaia – Como o senhor concilia seus estudos com as ações da fundação?

Ryan Hreljac – Apesar de ser aluno em tempo integral, consigo conciliar meus estudos com meu trabalho na fundação: realizo palestras durante alguns finais de semana nos meses de verão e participo das quatro reuniões anuais do conselho da instituição.


Ryan ao lado de um poço construído pela sua fundação no município de Ogur, sub-distrito de Lira, em Uganda

TerraGaia – Quais foram as dificuldades que o senhor encontrou para levar o projeto adiante? Conseguir financiamento? Não ser levado a sério pelo fato de ser uma criança? Encontrar pessoas ou empresas dispostas a contribuir com a sua causa?

Ryan Hreljac – Sempre fui uma pessoa motivada. O fato de ter pouca idade no começo não foi um obstáculo no caminho do meu sonho de conseguir água limpa para todos. Fui inspirado pela bondade da minha família, amigos e desconhecidos que enviaram dinheiro para o projeto.

TerraGaia – Por que Uganda foi o primeiro país beneficiado pelo projeto? Quais foram os motivos que levaram a escolha desse país?

Ryan Hreljac – Quando levantamos o dinheiro necessário, apresentamos o projeto a uma organização que nos sugeriu Uganda como o país que mais precisava de um poço naquele momento. Concordei e pedi apenas que o poço fosse construído perto de uma escola.


Fundação Ryan’s Well, 630 projetos em 16 países: água potável e saneamento para mais de 700 mil pessoas no planeta

TerraGaia – Qual foi a reação dos governantes de Uganda ao conhecerem o seu projeto? Inicialmente houve apoio ou resistência?

Ryan Hreljac – O governo de Uganda foi muito favorável ao projeto.

TerraGaia – Qual região de Uganda foi escolhida para a construção do primeiro  poço? Por que a região foi escolhida?

Ryan Hreljac – O primeiro poço foi construído na Escola Primária Angolo, localizada em Otwal, no norte de Uganda. Era uma região marcada por muito sofrimento: 13 anos de atividades rebeldes contra o governo, muitos anos de seca e o flagelo da AIDS. A fonte de água mais próxima era um pântano localizado a cinco quilômetros de distância. Muitas crianças estavam doentes e tinham diarréia por causa da ingestão de água contaminada.


Ryan e Jimmy conversam com crianças numa escola: “Sempre fui uma pessoa motivada. Fui inspirado pela bondade da minha família, amigos e desconhecidos que enviaram dinheiro para o projeto”

TerraGaia – Como foi a reação dos moradores da região ao saber que seriam os primeiros a ter um poço construído pela sua iniciativa?

Ryan Hreljac – Foi um dia de celebração. Visitei a Escola Primária Angolo em julho de 2000, após a construção do poço. A estrada que leva até a aldeia onde está localizada a escola estava tomada por pelo menos cinco mil crianças, que batiam palmas e cantavam. Uma banda formada por moradores tocou várias músicas em minha homenagem e ainda fui cumprimentado pelos anciãos da aldeia.

TerraGaia – Em que momento o senhor percebeu a necessidade de criar a Fundação? Quando a instituição foi criada?
Ryan Hreljac – A Fundação Ryan’s Well foi criada em 2001 porque havia a necessidade de ampliar a arrecadação de fundos para os projetos de água. Em 2011, vamos comemorar nosso 10º aniversário.


Ryan junto ao seu primeiro poço, na Escola Primária Angolo, Uganda, em 2002

TerraGaia – Quantos poços foram construídos até hoje? Em quais países eles estão localizados?

Ryan Hreljac – Neste momento, nós completamos 630 projetos de água e saneamento em 16 países, levando água potável e saneamento a 700.880 pessoas.

Atualmente, a fundação concentra esforços e recursos em três regiões principais: leste da África: Uganda, Tanzânia, Quênia e Malauí; oeste da África: Gana, Togo e Burkina Faso; e América Central: Haiti. Também apoiamos projetos na Etiópia, Guatemala, Guiana, Nigéria, Índia, Zimbábue, Zâmbia e Lesoto.

TerraGaia – O senhor tem algum projeto para o Brasil? Conhece a realidade brasileira?

Ryan Hreljac – Ainda não temos projetos no Brasil. Mas temos uma compreensão geral dos desafios existentes no país: elevado número de pessoas vivendo em favelas e em áreas rurais sem acesso a água potável e a saneamento adequado.


“Eu fiquei muito triste quando soube que algumas pessoas andavam por horas na África, por vezes apenas para conseguir água poluída. Antes desse dia na escola, achava que todos no mundo viviam como eu. Quando descobri aquela situação, decidi que tinha que fazer algo”

TerraGaia – A sua iniciativa pode ser considerada um exemplo para um mundo onde muito dinheiro é destinado à fabricação de armas, que geram violência e dor a muitas famílias e crianças. Como se sente em relação ao impacto que o seu trabalho gera para o bem-estar de milhares de pessoas e ao redor do planeta?

Ryan Hreljac – Eu sou inspirado por pessoas que me dizem: “Mas eu sou apenas um estudante…”, “Eu sou apenas um professor…”. Mas eles podem, à sua própria maneira, fazer diferença. Me alegra ouvir depoimentos de pessoas se inspiraram na minha história e nos relatos dos que estão ajudando a fundação.

TerraGaia – Qual mensagem gostaria de enviar para as famílias e para as crianças e jovens do mundo?

Ryan Hreljac – Meu trabalho com a fundação tem me ensinado que, para fazer uma mudança positiva no mundo, você precisa encontrar algo que o transforme num apaixonado e que lhe dê motivação para agir. Embora inicialmente os passos possam ser muito pequenos, se você persistir e nunca desistir, o impacto das suas idéias vai crescer ano após ano.

Ryan na África, 11 mil km de distância da sua terra natal, o Canadá: “Para fazer uma mudança positiva no mundo, você precisa encontrar algo que o transforme num apaixonado e que lhe dê motivação para agir. Embora inicialmente os passos possam ser muito pequenos, se você persistir e nunca desistir, o impacto das suas idéias vai crescer ano após ano”

A Fundação Ryan’s Well é uma instituição de caridade canadense. Recebe doações de pessoas físicas, escolas, igrejas e corporações. Contato:

Erica Bruce

Coordenadora de Comunicação

erica@ryanswell.ca

www.ryanswell.ca

Veja lista dos projetos da Fundação Ryan’s Well que precisam de ajuda.

Crédito das fotos: Ryan’s Well Foundation.

About these ads

Sobre Antonio Carlos Teixeira

Jornalista, pós-graduado em Ciências Ambientais (UFRJ); 20 anos de experiência na área de comunicação, jornalismo, edição de livros, revistas, sites, blogs e gestão de equipes; consultor/formador do primeiro Curso de Comunicação e Jornalismo Ambiental promovido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD, São Tomé e Príncipe, setembro 2014); integrante da Delegação Oficial da Câmara Brasil Alemanha para visita à IFAT Entsorga 2010 (Feira Internacional de Água, Esgoto, Lixo e Reciclagem), em Munich (Alemanha); organizador e coautor do livro “A Questão ambiental – Desenvolvimento e Sustentabilidade (Rio de Janeiro: Funenseg, 2004); autor de artigos, palestrante e mediador (congressos, debates, painéis) nas áreas de comunicação, seguro, meio ambiente, educação ambiental e sustentabilidade; coautor do projeto “Proposta de ações de educação ambiental para a Ilha Primeira, Barra da Tijuca – RJ” (Brasil, 2005); editor, videomaker e jurado de festivais de cinema ambiental.
Esse post foi publicado em Ajuda humanitária, Água, Comunidades, Consciência ambiental, Conservação, Consumo, Responsabilidade social, Responsabilidade socioambiental, Saúde, Solidariedade, Sustentabilidade e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

67 respostas para “Pequeno rei”: a história de Ryan

  1. Pingback: Tweets that mention “Pequeno rei”: a história de Ryan | Instituto TerraGaia – Comunicação e Sustentabilidade -- Topsy.com

  2. Neuza Maria Freitas disse:

    Fiquei emocionada quando li a Historia deste grande menino, queria ter um pouco de sua coragem e benevolencia….gostaria muito de ajudar tambem…como devo proceder?

    Neuza Maria Freitas

    • Olá, Neuza. O Ryan é um menino de ouro: usou de um altruísmo abnegado para ajudar quem estava precisando. Um futuro Nobel da Paz.

      Que bom que quer ajudar. Qual é a sua área de atuação?

      At.

      Antonio Carlos Teixeira

  3. Rosana lopes da silva dos santos disse:

    Só é o que falta no Brasil, vir alguem de fora para tomar providencias qto a seca do nordeste, já pensou que vergonha, ja estamos perdendo a AMAZONIA por falta de investimento e o pior é que ninguem faz nada as pessoas procuram projetos de fora para ajudar, será que um dia isso possa se reverter???? Infelizmente quase ninguem da valor para nossa terra riquissima temos tudo aqui ,desde recursos naturais até minerio,só pensamos no agora , em nós mesmos podemos fazer a diferença se não tentarmos não saberemos se o sucesso viria.

    • crenilda disse:

      Penso diferente. É melhor importar uma maravilhosa ideia para o bem de todos de que ficar de braços cruzados somente reclamando dos políticos…

    • Cléo disse:

      Rosana, eu pensei o mesmo. Nossos governantes podem fazer muito mais pelo nordeste, do que este garoto fez pelo mundo.

  4. ana carolina de andrade disse:

    LINDO O MENINO DE OURO !!
    eu sempre sonhei ajudar os outros na Africa !
    queria faz a parte o grupo de vocês, mas preciso
    primeiro estudar Inglês que não sei muito bem !
    mas não vou desiste .

  5. Que exemplo, o desse hoje, homem Ryan, heim!
    Maravilhosa iniciativa, muita coragem e mujito amor ao próximo!
    Também gosto de ajudar as pessoas!
    Será que haveria a possibilidade de ajudar ou mesmo trabalhar na Ryan’s well Foundation?

    P.S.: o meu inglês é básico, preciso de tradutor.

  6. Leigna Ferreira de Oliveira disse:

    Meus parabens,fico muito feliz,por ver iniciativas tão possitivas em jovens,percebemos que apesar da grande diversidade encontramos pessoas maravilhosas.Iniciativas como essa me da mais forças de lutar.Eu com 18 anos jovem me sinto feliz por ter um representante de desenvolvimento ambiental…meus parabens.

  7. josé carlos leite dos santos disse:

    P arabenizo Ryan por sua atitude e persistencia neste ato nobre, e que sirva de exemplo para grandes homens que podem e nada fazem.
    22/04/2012 ás 17:45

  8. josé carlos leite dos santos disse:

    Parabenizo Rayan por sua atitude e persistencia neste ato nobre, e que sirva de exemplo para que outras pessoas tambem o façam.

  9. Marcia Martins Medina Mariqui disse:

    Esta historia poderia servir de exemplo para tanto rico esnobe, e tanto politicos desonestos, se existisse mais pessoas como esta pessoa maravilhosa, não haveria tanta miseria.

  10. Ana Lucia disse:

    A atitude desse menino é um tapa na cara de alguns poderosos que usam o poder como bem entendem, construindo armas, mísseis, etc, e também dos políticos corruptos com certeza.
    Mas também é sem dúvida uma lição de vida para todos nós.que muitas vezes, por falta de fé, deixamos de lado até os nossos sonhos pessoais, arrumando um monte de desculpas.
    Esse menino na sua inocência não questionou a ninguém sobre as dificuldades, apenas seguiu em frente. É um anjo de Deus aqui na Terra,

  11. Ana Lucia disse:

    Eu queria que ele fizesse um projeto aqui no Nordeste do Brasil, que é para envergonhar esses políticos corruptos e suas primeiras damas, que roubam até a verba das escolas.
    Mas seria uma vergonha lá pro pessoal de Brasília, não é?

  12. Ana disse:

    Eis que Deus enviou um servo fiel para dar dar de beber aos sedentos. Como Deus é maravilhoso! Deu sabedoria a um pequeno, de alma pura…
    .
    ” Dai de comer a quem tem fome e dai de beber a quem tem sede, pois tudo o que fizerdes a um destes pequeninos, a Mim o fareis. ”
    “Aquele que sabe fazer o bem e não o faz comete pecado.” Jesus.

  13. Cirlene Moreira. disse:

    Muitas vezes não ouvimos as crianças e as deixamos de lado, mais quando prestamos de verdade atenção percebemos que temos muito mais a aprender com elas do que com os adultos.

  14. Tive de ler este artigo em função de uma tarefa da universidade.

    Esse rapaz pode ser considerado um líder, porque tem iniciativa em fazer as coisas sem se intimidar com as dificuldades que possam surgir. Um verdadeiro líder não recua diante dos obstáculos que se levantam. Certa vez ouvi um palestrante dizer se nós queríamos ser vagões ou locomotivas. Com certeza, o pequeno rei quis ser locomotiva.

    Ele acaba por se tornar um líder da sustentabilidade, pois consegue mobilizar milhares de pessoas em prol a uma causa que estava tão distante da sua vida. Nesse ato ele consegue atingir os três pilares da sustentabilidade reunir os três pilares. A questão econômica, fazendo com que as famílias, e o próprio governo, gastem menos dinheiro com saúde, uma vez que o projeto ajuda a evitar a contaminação. A questão social, que é ainda mais importante, promovendo a inclusão de várias pessoas ao acesso à água potável, e uma vida um pouco mais saudável, e faz uso de recursos do meio ambiente, sem agredi-lo.

    Dessa forma, não se pode negar que as ações desse jovem líder, influencia na forma de o mundo pensar. Ele se tornou um exemplo a ser seguido e copiado. E todo líder deve ter essas características. Determinado, motivador, corajoso. Parabéns a ele por sua postura. O mundo precisa de cada vez mais líderes de sustentabilidade. Todos podemos fazer nossa parte e aí está um ótimo exemplo.

  15. Odete Ferreira Adriano disse:

    Realmente precisa de vir alguém de fora para acordar estes politicos mal carater a fazer alguma coisa pelo nosso Pais onde há tanta miséria, e verbas sendo desviadas até mesmo de escolas onde o alimento chega e desaparece?? Então necessitamos de um Ryan urgente porque os nossos governantes e quem realmente pode ajudar, ajuda sim mas só em epóca de eleições e isto não é ajuda e sim interresse politico,

  16. lidia disse:

    assumi uma responsabilidade de deixar um comentário de grande perculso ,isso e uma realidade que não queríamos que fosse verdade , mas e preciso vir alguém de outro pais para que nos mostre que estamos em uma grande defasagem no nosso pais ,governantes só dao importancia a nos quando temos eleicao. ai e mostrado aqueles que sao mizeravel que se troca por uma cesta basica sem se importar por si mesmo.

  17. Ricieri Poletti Filho disse:

    A politica do nordeste,gira em torno de construções de grandes áreas urbanas e arborizadas.As cosnstruções em áreas arborizadas e com grandes quantidades de água já deu tudo o que tinha que dar e provocou o efeito elninho.Agora temos que arborizar,construir shoppings,redes pruviais,entre outros artificios de forma a resfriar o nordeste e provocar o crescimento naquela área,pois com alimentos produzidos porali a terra ficaria fertilizada e produtiva.

  18. RYAN realmente ele merece ser indicado ao premio Nobel da Paz!!! mas nossos governantes
    deveriam ter consciência da situação no Brasil! como na região do nordeste e na Amazônia e fazer algo urgente para essas regiões e não esperar que uma fundação de fora; venha fazer o que é um dever do País fazer!,pois para isso tem recursos sim! basta os governantes terem consciência das prioridades na sociedade e na qualidade de vida de sua nação !
    E não nos salários altos que eles recebem sem fazer nada para nação ,fazendo simplesmente para eles próprios com reajustes somente para os salários milionários que recebem da nação…..
    Vamos Brasil não é só de Football e carnaval que se vive.,para se viver temos que ter pelo menos as coisas mais básicas que são :água tratada ,saneamento ,casa própria em lugares certos e não em áreas de riscos,aonde temos que sairmos correndo para não perdermos nossas vidas ;mas infelizmente nem sempre da tempo para isso ,pois a Defesa Civil não tem como avisar ou ajudar a todos por falta de materiais adequados para isso e em tempo correto.
    Parabéns par o Rei Ryan!
    E um Lembrete a Senhora Presidenta da Nação.
    Se ama realmente sua nação e seu País?, faça algo urgente pelo Povo Brasileiro e nossos irmãos nordestinos e pelo nosso pulmão que era o maior do mundo e hoje está preste a morrer
    Amazônia e aos verdadeiros brasileiros que são a nação indígena do Brasil!!!

  19. Every disse:

    Como eu poderia participar também ?
    Com contribuições ?

  20. Deivi dGonçalves disse:

    Grande Ryan,um ótimo líder de sustentabilidade,pois o mesmo tem iniciativas e corre atrás da solução independentes das dificuldades a sua frente um bom líder é aquele que não deixa um segundo sua equipe sem motivação.
    O Garoto tão pequeno com tantas atitude para enfrentar a cada obstáculo,o mesmo com 6 anos de idade poderia estar no mundo como qualquer outro garoto se divertindo,jogando bola sem nenhum intuito para ajudar uma população a construir um poço,teve atitude que um líder de frente destes trabalhos nos dias de hoje não foram capazes ou ate mesmo não teve interesse á fazer o que ele fez,sua atitude mostra as pessoas que Le que conhecem sua historia uma motivação independente de raça,idade e da capacidades dos outros que teriam para os ajudar ,o mesmo correu atrás e conseguiu conquistar além do seu objetivo pela dignidade ,saúde e etc.. não só dele mais de toda a população.
    Hoje se torna um grande vitorioso pelas conquistas a população não a ele,nossos governantes podiam pegar como exemplos que não precisam ganhar tanto para investir na população basta haver união,garra ,vontade de lutar por aquilo que realmente há necessidade no pais.

  21. Washington Muniz disse:

    “O primeiro passo para mudar o mundo, é mudar a forma de pensar do homem”, Ryan Hreljac provou ser melhor que muitos de nós, aqui no Brasil é possível sim acabar com a seca pois foi descoberto que por baixo das areias do nordeste estão localizados grandes afluentes que desaguam no mar, o problema é que o governo não quer fazer o projeto para bombear essa água para superfície, embora a própria pressão á trás.

  22. Francisco Barbosa de Araújo disse:

    parabéns Ryan, por essa iniciativa que desenvolvi para essas pessoas que precisão de uma vida dignar e acima de tudo precisão ser respeitadas como seres humanos. Nossa fiquei muito emocionado com a sua atitude aos seis anos de idade ficar bastante ligado na questão social, só lamento por ficar sabendo deste artigo por um trabalho da universidade, mais deixo aqui os meus votos que você possa fazer muito mais por todos as pessoas que estejam precisando deste beneficio e deste recuso natural que é necessário á vida dos seris humanos na terra

  23. SOLANGE LOURENÇO DE SOUZA disse:

    lendo a entrevista vejo o quanto nos perdemos tempo pensado no
    podia ter feito RYAN hreljac foi e fez acontecer .
    quando nos temos água avontade não damos valor para a riqueza que
    DEUS nos deu sem cobrar nada mesmo assim o descaso e grande
    QUANDO VAMOS ACORDA E FAZER ALGO

  24. Deise regina Mathias dos Santos disse:

    É realmente é uma história muito legal, principalmente por ter dado certo. Como é bom saber que existe pessoas assim como você Ryan, estamos em um tempo que infelismente é muito difícil alguêm se importar com o próximo, por isso fico muito feliz por esta iniciativa. Parabéns Ryan estás se tornando em um homem de exemplo a todos.

  25. Jussara Menezes disse:

    Estou emocionada,chorei ao ver e ler a realidade,ouvir falar é uma coisa,mas ver imagens é outra,é quando entramos em choque. ao ler essa matéria,pude perceber o quanto estamos dormindo diante da dura e triste realidade.Se eu tiver sede,é só eu esticar meus braços,bem diferente, e andar quilometros. Não sei qual vai ser minha reação ao ver essas pessoas lavarem carro ou quintal com água potável.

  26. sara dos santos barros garcia disse:

    Realmente,este garoto hoje adolescente me emocionou com certeza ele é um verdadeiro líder nato ,ele tem todas as qualidades necessárias e mais tem qualidades especiais que vão além de ser líder, ele tem sentimentos humanitários , nos quais ele não vê retornos lucrativos a ele mesmo o maior interesse dele é poder ajudar o próximo de forma tão integra que não tem que não se comova ,com certeza Ryan é escolhido por Deus para socorrer aqueles que estavam esquecidos do mundo e da sociedade e da própria sorte é com grande e profunda admiração que o agradeço por esse ato de coragem , afeto humanitário, amor ao próximo , você é ilustre digno de ser um verdadeiro rei .

  27. Ana Cleide Nunes de Melo Silva disse:

    É necessário que criancas como esse garoto, mostre a nós adultos, que quando se quer, se faz! Obdecendo ao CRIADOR que diz: faz que te ajudarei. Que lição!!!!!!!!

  28. Douglas Gonçalves disse:

    somos obrigados a reconhecer que existem pessoas boas que corações bons estão por ai longe de nossos olhos espero que sirva de exemplo para serto tipo de pessoas que estão a apenas existindo e não olham para o proximo pessoas que estão até nas igrejas fingindo e não sabem que a verdadero valor da religião é a caridade

  29. carlos.cruz@arbos.com disse:

    parabens,essas pessoas são pessoas iluminadas por Deus,se cada um de nós fisesse algo parecido,o nosso mundo seria um pouco melhor, obrigado pelo exemplo dado por esse rapaz.

  30. Rogerio Santos disse:

    Realmente e fascinante a iniciativa do “pequeno rei”,ele expressa seu amor a Deus e tambem ao proximo de uma maneira impar!!Deus multiplique suas……….

  31. ANTONIO MARTINS LOPES disse:

    É muito emocionante ler esta história, mas é bom saber que é possível fazer alguma coisa boa ao próximo… basta querer! Parabens Ryan, pelo seu heroísmo.

    • Débora Daiana disse:

      Parabéns Ryan, é muito emocionante a história, é uma lição de vida pra todos, menino muito corajoso…

  32. LEOMAR RENATO KLEINERT disse:

    Fantástico, realmente espetacular e muito generoso pela sua decisão em mudar a realidade no que se diz respeito a água potável para milhões de pessoas refletindo diretamente na saúde, felicidade e bem estar. Afinal um projeto extraordinário que no meu ponto de vista merece o apoio, e méritos pela atitude de preocupar-se com milhares de pessoas. Desejo muito sucesso, paz, força, coragem, inteligência a este pequeno rei, herói,etc…

  33. Hó!! Que exemplo lindo!! Como seria bom se pelo menos em cada cidade de nosso pais tivesse pelo menos uma pessoa com a iniciativa desta Criança maravilhosa( O Ryan)!

  34. MÔNICA disse:

    QUE LINDO O QUE ESTE ANJO DE DEUS FEZ POR ESTAS PESSOAS, UMA DIA QUERO PODER CONHECE-LO.

  35. eu também gostaria de ajudar até porque estarei fazendo um bem assim mesmo sendo humilde e honesto , é o que é importante pensar noas outras em maneira de ajudar ao próximo

  36. Quando fiz essa entrevista com o Ryan, pensei que seria uma oportunidade para ampliar o conhecimento no Brasil dos programas e projetos que ele tem feito na África e no mundo. O jovem é um exemplo de dedicação, coragem, talento, desprendimento e amor ao próximo, mesmo que esse próximo esteja a muitos quilômetros de distância. Ryan demonstrou que não existem barreiras que impeçam quando queremos ajudar. É um exemplo para todos nós. Uma inspiração.

    • Josi de Souza disse:

      Prezado Antonio também não posso deixar de agradece-lo por nos trazer uma história tão emociante de grande incentivo as todos. O gesto do Ryan sem a devida divulgação, não seria reconhecido.

      Mais uma vez agradeço por essa iniciativa de nos trazer uma informação tão rica.

      • Bom dia, Josi. Em todos esses anos como jornalista foram poucas as vezes em que me deparei com um ser humano tão singular como o Ryan. Um garoto de classe média dos EUA, que poderia muito bem dedicar-se apenas à sua família, seus estudos e carreira profissional. Ele não é ator, famoso ou “vip”, nem nunca quis tirar proveito financeiro ou midiático para si, mas desde pequeno dedicou ações para ajudar pessoas que estavam numa vida e numa dimensão muito distantes da sua. Ryan é um ser abençoado, uma pessoa daquelas que nascem com uma missão e não se furta a cumpri-la, em nome da sustentabilidade, em nome do bem comum.

      • Josi de Souza disse:

        Bom dia Antonio Carlos pelas suas palavras Ryan realmente nasceu com uma missão, um menino muito abençoado e de muita inspiração, um exemplo. Tenho 20 anos e ao ler essa a matéria minha cabeça viajava, pensava em como é gratificante poder ajudar, pensava no que eu poderia fazer para ajudar as pessoas também, essa matéria criou em mim um desejo de fazer algo, é maravilhoso.

      • Fico feliz por essa entrevista ter ampliado a sua inspiração e desejo de ajudar, Josi. O Ryan realmente é um exemplo para todos nós. Num tempo em que temos visto guerras, violência e dor, Ryan oferece ajuda, harmonia, amor e atenção. Siga seu coração e sua intuição. Se precisar de ajuda, por favor, me contate.

      • Josilene Chaves de Souza disse:

        Ol Antonio Carlos muito obrigado mesmo. Com certeza pedirei a sua ajuda se for preciso.

        Abraos

        Em 27 de novembro de 2012 09:47, “Comunicao Ambiente Sustentabilidade” escreveu:

        > ** > Antonio Carlos Teixeira comentou: “Fico feliz por essa entrevista ter > ampliado a sua inspirao e desejo de ajudar, Josi. O Ryan realmente um > exemplo para todos ns. Num tempo em que temos visto guerras, violncia e > dor, Ryan oferece ajuda, harmonia, amor e ateno. Siga seu cora” >

    • Vania Maria dos Santos Silva disse:

      Ryan simplesmente é movido por um sentimento que, se todos nós usássemos com sabedoria com certeza transformaríamos o mundo. O amor o transformou porque ele simplesmente se deixou apaixonar-se, se apaixonou pela dor e sofrimento de um povo sofrido a margem de ter uma vida digna. Enquanto não nos deixarmos apaixonar por algo em prol do outro ou seja promover a vida em sua plenitude vamos continuar esbarrando no sofrimento dos nossos irmãos. Que benção ter um ser como Ryan devemos ser como ele mesmo nos pequenos gestos e atitudes devemos fazer com amor, assim com Madre Tereza de Calcutá, a dor e a necessidade do outro é a dor e minha necessidade também.

  37. maria de Fátima Ramalho disse:

    Ryan, Parabens!
    A tua coragem e determinação é fantástica, o mundo precisa de pessoas assim, capaz de senbilizar-se com o sofrimentos de inúmeros habitantes de tantos país e regiões carentes. Ainda criança desafiou todos, desde de casa quando fez as atividades, até as autoridades politicas dos
    paises beneficiados. Incrível, não mediu esforço, buscou ajuda e consegui desenvolver um trabalho tão belo, para ajudar o próximo com a melhor fonte de vida ” ÁGUA POTÁVEL”.
    Que DEUS te abençoi e ilumine e que os politicos possam ver em voce um exemplo. É com ação que se muda o mundo.

  38. Mateus de Melo Pereira disse:

    parabéns pela iniciativa

  39. vanessa santos disse:

    Fantástico, realmente espetacular e muito generoso pela sua decisão em mudar a realidade no que se diz respeito a água potável para milhões de pessoas refletindo diretamente na saúde, felicidade e bem estar. Afinal um projeto extraordinário que no meu ponto de vista merece o apoio, e méritos pela atitude de preocupar-se com milhares de pessoas. acho que sim ele pode ser considerado um lider . lider deste povo que tanto precisa de ajuda e graças a Deus ele esta la para ajudalos …

  40. robson Scarpellini Soares disse:

    Este é um belo exemplo de coragem,amor e carinho ao próximo, apesar da distancia Ryan teve a iniciativa de realizar um sonho que não era apenas dele mas de toda uma nação.

  41. Claudia Soares Garbo. disse:

    Que bom saber que existem gestos como o desse garoto. Que existam ainda muitos Ryans.

  42. lucelia disse:

    Fico feliz em saber que existe pessoas como Ryans.

  43. teonilma disse:

    Ryan pode sim ser considerado um lider,pois pensou em ajudar elaborou um plano pois em pratica sua ideia convencendo muitos q seria uma boa ideia……

  44. Jeremias Silva da Costa disse:

    Existe anjos na terra e o Ryan é um!!!!!!!!!!!!

  45. reginldo santos disse:

    E um gesto muito bonito desse garoto!!! O mundo seria bem melhor se existissem
    pessoas igual a ele!!!

  46. cleuza esteves de matos disse:

    Que história e lição de vida, quando vir este artigo, fiquei surpresa o quanto este jovem é um herói, coração puro e solidário e corajoso, isto é um exemplo de sustentabilidade.Parabéns.

  47. Mayumi Ishikawa disse:

    Tudo isso começou com apenas uma idéia, que hoje faz diferença à muitas pessoas na Àfrica, se muitos governantes no país tivessem um pouco de interesse como o Príncipe Ryan, nossa realidade no mundo seria diferente!!! Parabéns ao Ryan que fez a diferença e que continua fazendo!!!

  48. Angela pedroso disse:

    Sim ele é um rei e com um excelente reinado fazendo toda a diferença!!!!! parabéns

  49. felipe cicero disse:

    Sim. Porque essa história já seria um belo exemplo de amor ao próximo não importando quem fosse o seu protagonista

    • felipe cicero disse:

      Mas o que a torna ainda mais especial é que o canadense em questão tinha apenas seis anos quando ouviu ecoar dentro de si a vontade e o chamado para ajudar pessoas a viver com dignidade. Essa é a história de Ryan Hreljac. Em uma de várias de suas entrevistas, hoje com quase 20 anos, conta detalhes do dia em que decidiu que tinha que fazer algo para ajudar pessoas a terem água potável para consumir; a reação da família ao saber do seu ambicioso projeto; a motivação para conseguir o dinheiro necessário para o investimento; a emoção dos africanos (Uganda) no dia da inauguração do primeiro poço, “foi um dia de celebração”; a criação da fundação que leva o seu nome; e dá conselhos para aqueles que querem fazer como ele, ousar. “Para fazer uma mudança positiva no mundo, você precisa encontrar algo que o transforme num apaixonado e que lhe dê motivação para agir”. “Embora inicialmente os passos possam ser muito pequenos, se você persistir e nunca desistir, o impacto das suas ideias vai crescer ano após ano”, o incentiva que, em dez anos de atividades, já completou mais de 630 projetos em 16 países, beneficiando mais de 700 mil pessoas. Uma atitude mais do que nobre, ainda mais para alguém cujo nome, em gaélico (o idioma irlandês), significa “pequeno rei”.

  50. Leony Nobre disse:

    Preciso conversar com os editores do Terra Gaia urgentemente!

  51. Fernanda disse:

    Estou emocionada e Ryan que nem conheço acaba de florescer mais ainda o que já existia em mim, O BEM, quero muito contribuir como faço?
    Tenho 20 anos moro em São Luis do Maranhão, não sou rica nem nada mas quero muito contribuir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s